Alpadia em Freiburgo, Alemanha


Buenas, aproveitando antes que as lembranças em mais detalhes de apaguem pela ação do tempo, vou deixar um review da Alpadia, aulas de alemão em Freiburgo, Alemanha. Estive lá e fiz aulas por 3 semanas em Janeiro deste ano, inverno, baixa temporada (embora as turmas estavam bem cheias).


São aulas intensivas, todos os dias. Isso é bom! Você pode pegar pacotes extras, como por exemplo além das aulas regulares 1h por dia com aulas focadas em conversação. Também 1h extra por dia focada em escrita. Como eu tinha pouco tempo, peguei as duas.


Nas aulas normais (pacote padrão) você faz uma prova que te classifica num nível, se não gostou do resultado pode fazer uma entrevista oral no primeiro dia de aula para ser reclassificado (na turma do seu nível). Acompanha-se um livro (Schritte International). O ritmo é bem puxado, faz-se um livro todo em 1 mês e meio normalmente. Dois livros é um nível, exemplo, B1 1, e B1 2. Aí depois vai para o B2 1 ... e assim por diante.


As aulas são completamente em alemão, inclusive nas turmas bem iniciantes. Os professores todos falam também Inglês e Francês. Alguns Espanhol, Italiano, Russo... e o Mathias (diretor)... bom, ele é um caso a parte, nem sei todos os idiomas que ele fala, mas nos exemplos que ele dava quando tinha que justificar uma gramática, vários deles apareciam. Os professores em geral não usam outro idioma para explicar as coisas, só mesmo quando não tem jeito de entender.


Todo dia tem tema de casa, umas 8 atividades que consomem pelo menos 2h pra fazer. Fins de semana tem mais do que durante a semana. Toda semana sexta-feira tem prova com os tópicos vistos nas últimas duas semanas.


Os estudantes são de toda a parte, isso é bem legal. Na minha turma tinha gente de Suíça, Japão, USA, Itália, México, Espanha, França e Ucrânia. Havia nas outras turmas pessoas que fiz amizade do Panamá e Inglaterra e claro uma alemã que era namorada dum espanhol que estava estudando lá.


Cada fim de semana, e as vezes durante a semana, tardinha ou a noite tem alguma atividade na cidade ou redondezas organizada por algum professor da escola. Se encontrar em algum restaurante, bar, ir assistir corrida de cães na neve, visitar cidade X ou Y e assim vai, atividades bem variadas. Se não me engano terças a noite sempre tinha filme na escola (em alemão, legendas em alemão)... não sei muito bem, nunca participei desta atividade.


Aulas extras. Conversão. Aqui o professor/a sempre traz algum tema polêmico para discutir em aula, assuntos diversos, aqueles temas infames que a gente normalmente não precisa falar e portanto normalmente não tem vocabulário para discutir. Lembro de ocasiões sobre racismo, sistema escolar na Alemanha, imigração, esportes. Teve um sobre profissões, aí tinha alguém que era engenheiro civil na turma, trouxe várias expressões desconhecidas, uma guria que era química, outra que era engenheira mecânica ma bosh, eu da TI... enfim. BUM no vocabulário!


Escrita. Estas aulas me foram de muita valia! Assim que um texto estava pronto era dado um outro tema, e aí corrigido o texto anterior (e re-escrito) tantas vezes como fosse necessário até ficar correto gramaticalmente. O tamanho e estilo do texto variava, de tema para tema. Também assuntos bem diversos que te forçavam a buscar vocabulário, a usar diversos tempos e formas gramaticais.


Sobre a cidade. Bom, Freiburgo dispensa comentários! Sensacional! Tudo perto, tudo fácil, seguro, muitos lugares legais para ir, pertinho da Suíça e da França... show mesmo!


Ponto negativo sobre a escola é que é relativamente cara. Se você vai fazer por mais tempo, te prepare financeiramente! Eu botei a mão no bolso porque tinha que valer, eram só três semanas que eu tinha disponíveis. A escola + alojamento custou 3 mil reais (3 semanas).


Há uma opção mais cara na cidade, dizem que é mais puxado, e que aprende mais (mas não é divertido assim) que é o Goethe Institut.


Tem também o instituto de línguas da Uni Freiburg mesmo, mas aí tem uma penca de requisitos para poder participar, tem que ficar de olho nos cronogramas... enfim. É mais para quem planeja ficar meio ano ou mais lá.



2015-06-29 01:00:00
Este é o antigo Live Helton

Então, português é minha língua mãe, eu não tenho tanto a aprender quanto nos demais idiomas, assim este blog não discute aprendizado do idioma, e sim tópicos randômicos de interesse do dia a dia. Tecnologia, desenvolvimento, um pouco de reflexão crítica, enfim, uma bagunça bem como nossa mente é.
RSS Feed
"A vida é curta demais para ser pequena / The live is so short to be small / Das leben zu kurz sind für kleine sein". (Benjamin Disraeli)