Poesia e Linux

Primeiro Linux

Sabe quando você usa Linux na sala de aula (seu notebook, aula em sala, teórica) e os colegas WinXp|Vista|Seven crakeado? Aí o professor está falando e só se ouve o barulho das teclas dos demais notebooks. Mas você usa linux, e erra! Da um delete onde não da para deletar, ou está no VI e faz alguma coisa errada... e ... da aquele grande e alardoso "bip", os outros olham... você continua... e depois erra outra coisa e da "bip" de novo!

Seus problemas acabaram! Coomo desbilitar o "bip" ou "beep" no Linux
xset -b
E para habilitar de novo ...
xset b

Pronto! Agora tens o direito de errar como os outros sem chamar a atenção.

Agora Poesia

Lembrei assim do nada de repente de uma

Poesia

Poesia é brincar com palavras
como se brinca com bola papagaio peão,
só que bola, papagaio peão, de tanto brincar se gastam
as palavras não
quanto mais se brinca com elas mais novas elas ficam
é como água do rio
que é sempre água nova,
é como cada dia
que é sempre um novo dia,
vamos brincar de poesia?

(aplausos)

Por hoje é isso pessoal, não percam os próximos episódios dos devaneios :)
2009-09-11 11:45:00
Este é o antigo Live Helton

Então, português é minha língua mãe, eu não tenho tanto a aprender quanto nos demais idiomas, assim este blog não discute aprendizado do idioma, e sim tópicos randômicos de interesse do dia a dia. Tecnologia, desenvolvimento, um pouco de reflexão crítica, enfim, uma bagunça bem como nossa mente é.
RSS Feed
"A vida é curta demais para ser pequena / The live is so short to be small / Das leben zu kurz sind für kleine sein". (Benjamin Disraeli)