Tive uma idea parecida assim a uns três anos: Hub

Foi num dia de chuva, estava difícil de ir até o trabalho naquele dia, porque eu morava um tanto longe (1km). Então eu pensei porque eu não poderia caminhar umas duas ou três quadras, ir em algum lugar que tivesse a estrutura que tem na minha sala do meu local de trabalho.

Eu teria minha sala, mas não dentro da SETREM, e sim em algum lugar perto de casa. Nesse mesmo local, outras pessoas, de outras empresas também teriam suas salas, perto de casa, e trabalhariam lá.

Na época eu só pensei no conforto de ser mais perto de casa, e pensei em São Paulo, onde as pessoas ficam horas no trânsito infernal (aqui não tem esse problema), pensei em poder dormir um pouco mais, sair mais tarde para o trabalho e ainda assim chegar na mesma hora...

A idea aprimorada, mostra a possibilidade de interação social, troca de experiências entre os profissionais de diversas áreas que trabalham no mesmo hub.

Acho que esse modelo funciona!

De agora até mais uns 15 anos. É uma coisa intermediária entre o "trabalho na fábrica" e o "trabalho em casa" da idea de Alvin Toffler.

Desenvolver todas as atividades em casa custa carro. Pense em sua casa tendo que ter o básico que você dispõe no seu trabalho. Computador, conectividade boa, possibilidade de contato fácil com os outros profissionais... enfim, é o futuro, mas ainda é difícil.

De uma lida no site da Deutsche Welle, o texto é bom.
Ambiente alternativo de trabalho ganha adeptos no mundo todo 

Saudações
2010-07-22 13:26:00
Este é o antigo Live Helton

Então, português é minha língua mãe, eu não tenho tanto a aprender quanto nos demais idiomas, assim este blog não discute aprendizado do idioma, e sim tópicos randômicos de interesse do dia a dia. Tecnologia, desenvolvimento, um pouco de reflexão crítica, enfim, uma bagunça bem como nossa mente é.
RSS Feed
"A vida é curta demais para ser pequena / The live is so short to be small / Das leben zu kurz sind für kleine sein". (Benjamin Disraeli)