Viagem ao Uruguay - Aspectos sociais

Novamente corro o risco de ser parcial, porque os locais que passamos são pontos turísticos, e é evidente que nesses locais as condições são melhores.

Mas uma coisa que fiquei contente em saber, depois do nosso guia turístico nos contar, é que no Uruguay a educação está em crescente melhora, há universidades públicas, e se não me engano 3 privadas. Uma das que estão se instalando é a Ulbra (fama de falida, aqui no Brasil). O ingresso a universidade não passa por vestibular, é uma sequência do secundário (nosso ensino médio), segundo o nosso guia, o estudante não precisa ter notas muito boas para conseguir entrar. Há muitos estrangeiros, inclusive brasileiros estudando lá em virtude da facilidade de acesso a universidade.

A cidade, Montevideo em especial, me pareceu um lugar bem seguro. Saímos várias vezes em grupo, caminhamos longe pela cidade, de manhã, tarde, noite e madrugada e em nenhum momento presenciamos qualquer coisa que pudesse tirar a tranquilidade. Presenciei poucos carros de polícia circulando.

Na cidade antiga, em Montevideo, aí sim, não me senti muito confortável depois de que um jovem visivelmente chapado ofereceu "la pasta base", isso no meio da tarde, numa praça cheia de turista. Mas foi só esse incidente isolado. Carlos (nosso guia local) nos falou que a drogadição é um problema grave no país.

ANCAP - Empresa del estado cuyos negocios son el combustible, lubricantes, gas, alcoholes y portland. Então já viu né, tinha quase só postos de combustíveis ANCAP, dos poucos Petrobras, ou Texaco que ví até tirei foto, porque eram muito raros. O custo do litro de gasolina está por volta de UYU 30,00, cerca de R$ 3,00. Os ônibus urbanos também rodavam com a marca da ANCAP, os taxis também.

Não cheguei a pedir, mas quanto aos taxis, suspeito que era uma coisa muito bem organizada. Todos eles eram o mesmo modelo de carro, pintados com as mesmas corres, mesma arte, e todos monitorados via GPS. O número para chamar um taxi era curto também, algo como "140", não lembro... mas a minha suspeita é que isso caia numa central e a central por rádio contata o taxi mais próximo de tí. Se é isso... tiro meu chapéu para os gnomos uruguaios!

O que achei ruim foi o valor do salário mínimo, cerca de UYU 4764,00 equivalente a uns R$ 474,00. Não sei como o pessoal sobrevive com isso, porque um sorvete no centro de Montevideo custa UYU 75,00 (R$ 7,50), uma refeição típica num restaurante, da em torno de R$ 22,00, cerca de UYU 220,00. Se bem que no mercado os produtos alimentícios são bem em conta.
2010-11-05 17:02:00
Este é o antigo Live Helton

Então, português é minha língua mãe, eu não tenho tanto a aprender quanto nos demais idiomas, assim este blog não discute aprendizado do idioma, e sim tópicos randômicos de interesse do dia a dia. Tecnologia, desenvolvimento, um pouco de reflexão crítica, enfim, uma bagunça bem como nossa mente é.
RSS Feed
"A vida é curta demais para ser pequena / The live is so short to be small / Das leben zu kurz sind für kleine sein". (Benjamin Disraeli)