Artigo muito bom, sobre ensino de idiomas nas escolas

Leia aqui. Mesma sensação, na escola, durante o ensino médio eu odiava Inglês, mas como estava cursando técnico em informática, sempre soube e experienciei o quão importante nesta área é dominar o Inglês. Por isso me esforçava, mas nunca "tive gosto" por aprender algo.

Talvez pelos métodos chatos que eramos ensinados. Faz agora quase meio ano, mas me surpreendi, ao ver no ônibus, indo para o colégio uma galerinha, 1a série ensino fundamental "brincando" de quem contava até o número mais alto em Inglês. E legal que quando alguém pronunciava errado, logo era corrigido. Semana passada prestei atenção num outro grupo de pimpolhos brincando de soletrar seu nome em Inglês.

Agora, quase fim da faculdade, estou fazendo Inglês de novo, a quase um ano e meio, realmente é outra coisa aprender por querer, por achar interessante. Na Wizard por exemplo quase não tem gramática, é mesmo muita conversação, expressões do dia a dia, vocabulário. Bom, para  não ser parcial, isso em Inglês, porque estou também fazendo Alemão a um ano e meio, e neste a gramática é meio pesada, talvez pelo idioma exigir um esforço maior no início que Inglês.

Mas que é outra realidade é, no ensino médio nunca que por querer eu pegaria um livro em inglês para ler só pelo prazer de ler, o que está se tornando agora comum (principalmente nos períodos de férias).

É, são coisas para pensar.
2011-08-21 15:44:00
Este é o antigo Live Helton

Então, português é minha língua mãe, eu não tenho tanto a aprender quanto nos demais idiomas, assim este blog não discute aprendizado do idioma, e sim tópicos randômicos de interesse do dia a dia. Tecnologia, desenvolvimento, um pouco de reflexão crítica, enfim, uma bagunça bem como nossa mente é.
RSS Feed
"A vida é curta demais para ser pequena / The live is so short to be small / Das leben zu kurz sind für kleine sein". (Benjamin Disraeli)